Semeando Esperança


04/07/2012 – Túmulos vazios
02/07/2012, 9:32 pm
Filed under: Semanal

No texto da semana passada, falei um pouco sobre as situações em que Deus age em nosso favor antes que a situação chegue ao ponto de ser irreversível. Há, todavia, para todas as pessoas, momentos em que nos deparamos com questões insolúveis ou barreiras intransponíveis. Há uma expressão em português bem curiosa que expressa bem estes problemas: “Agora, Inês é morta”, referindo-se a uma mulher que era amada por um príncipe, mas só foi nomeada rainha quando já tinha morrido. Podemos dizer que quando a morte chega, a situação se torna irreversível. Em alguns casos, porém, esta morte não é física – pode ser a morte de um relacionamento, da confiança ou de um sonho. Mas mesmos nestes casos, o vazio e a falta de esperança que sentimos é equivalente ao luto por alguém que faleceu.

Para refletirmos esta semana, destaquei três casos que temos no Novo Testamento de situações irreversíveis:

1) Em João 11, a Bíblia nos relata quando Jesus chega à casa de Lázaro ele já está morto e sepultado. Jesus manda remover a pedra do túmulo e chama Lázaro, que sai de dentro do túmulo, ressuscitado.

2) Em Lucas 8:40-56, vemos Jairo, um dos líderes da sinagoga que estava com uma filha entre a vida e a morte. Chamou a Jesus, porém no caminho até sua casa, a menina morreu. Mesmo assim, Jesus entrou no quarto, mandou que todos saíssem e ressuscitou a menina.

3) Em Lucas 7:11-17, está relatada a história de uma viúva de uma cidade de Naim que havia acabado de perder o filho. Enquanto estava fazendo cortejo para o enterro e cercada por uma multidão, abriu caminho para Jesus que ressuscitou o seu filho.

Eu havia mencionado no texto “Simplificando o milagre” que a atuação de Deus é a resposta sobrenatural para uma atitude natural. Nos casos que mencionamos, vimos

3 pessoas que foram trazidas de volta da morte. Só que não podemos esquecer que foram os homens que removeram a pedra para Lázaro sair, foi Jairo que guiou Jesus até sua filha e foi a mãe que permitiu que o cortejo parasse para que Jesus pudesse chegar até o seu filho. O que nós temos visto em nossas igrejas hoje é que as pessoas querem agir como crianças mimadas, que ficam nos templos como sanguessugas, com está escrito em (Provérbios 30:15), dizendo “me dá, me dá, me dá”. Nas suas orações, dizem “venha ao meu reino e seja feita a minha vontade”. Ficam sentados em seus bancos, gritando que Deus tem que fazer algo, mas não se dispõe a se levantarem das suas cadeiras de marasmo para lançar a mão ao arado.

Não há situação difícil (Gênesis 18:14) para Deus e Ele está disposto a agir naquilo em que não há mais solução na sua vida. A pergunta que fica é: Você está disposto a agir baseado na fé, mesmo que não haja mais esperança? Os homens que removeram a pedra do túmulo de Lázaro não tinham mais esperança, mas obedeceram. Jairo recebeu a notícia que sua filha havia morrido, mas não abriu mão da presença de Jesus – mesmo quando os presentes no lugar riram de Jesus quando Ele disse que a menina acordaria.

Portanto, considerando o que foi dito acima, podemos dizer que quando nos deparamos com a morte (situação sem saída), temos que ter duas atitudes:

A) Clamar e agir – não podemos cruzar os braços ou querer parar para “lamber as feridas”;

B) Abrir o caminho para que Jesus possa “chegar ao morto” – independente da reação do mundo ao redor.

É crucial que tenhamos em mente de que Deus não deve nada para a gente e que Ele é digno de adoração e gratidão mesmo que não tenhamos a resposta que queremos, seguindo o exemplo de Sadraque, Mesaque e Abdenego quando lançados na fogueira (Daniel 3), dizendo que Deus podia livrá-los, mas mesmo que isso não acontecesse, eles não se dobrariam perante o mundo.

Com o coração firme, mãos preparadas para abrir o caminho e removendo os obstáculos que impedem o agir de Deus em nossas vidas, podemos viver aquilo que está escrito em I Corintios 15:54-55: “Onde está, ó morte, a sua força? A morte foi tragada pela vida.”


Leave a Comment so far
Leave a comment



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: