Semeando Esperança


02/03/2011 – Sem trampolim ou atalhos
02/03/2011, 11:17 am
Filed under: Semanal

Destaquei no texto “Desfazendo conceitos”, alguns tópicos que atualmente tem se misturado no cristianismo, mas não são de fato cristãos. Recentemente, ouvi em uma pregação do meu pastor, como os freqüentadores das igrejas de hoje tem se relacionado com Deus / Igreja como se fosse uma espécie de instrumento para alcançar um outro objetivo, um trampolim. Nos últimos dois textos, comentei sobre a importância de colocarmos Deus não apenas acima da nossa religião, mas também acima de nós.

Deus não é um meio para se chegar a um objetivo. O que se vê crescer no mundo do cristianismo é essa idéia de que a igreja e Deus tratam-se apenas de um trampolim, um atalho para se alcançar um alvo pessoal. Alguns se afiliam a igrejas para conquistarem a “benção”, que são anunciadas como mercadorias vendidas na feira. Outros, freqüentam a igreja pelo compromisso social e pela tradição, alguns para agradar os familiares/cônjuges, alguns para conseguirem votos nas eleições. Há até alguns que se refugiam na religião por precisar de uma mudança de estilo de vida ou por estarem com algum problema de saúde.

Mesmo que o propósito inicial de buscar a Deus seja um destes acima, a ação que o Espírito tem em nossa vida, nos muda o foco. Não significa que deixaremos de nos preocupar com nossa saúde ou que vamos recusar as promessas que recebemos, apenas há uma mudança nas nossas prioridades. Isto ocorre porque nossa fé em Deus vai se fortalecendo pelo ouvir a palavra de Deus (Romanos 10:17) – e a fé em Deus gera em nós a convicção e certeza de alcançarmos aquilo que precisamos (Mateus 6:32-33) mesmo sem ver (Hebreus 11:1). Deus deixa de ser meios para um fim e se torna o centro da nossa vida – nossos objetivos ficam alinhados com o que vemos na Bíblia:

– Viver para louvor da glória dEle (Efésios 1:6)
– Buscar primeiramente o Reino de Deus e a sua justiça (Mateus 6:33)
– Fazer todas as coisas como se fossem para Cristo (Colossenses 3:17)
– Não vivemos mas nós, mas Cristo em nós. (Gálatas 2:20)
– Viver pela fé (Gálatas 3:11)

Se o nosso objetivo não é chegar a Deus, no momento que houver aflições, decepções e frustrações (porque elas ocorrerão – João 16:33), desanimaremos e sairemos da presença de Deus. Agora se não enxergarmos Deus como instrumento ou um trampolim para chegar em outro local, se Ele for o nosso alvo (Filipenses 3:14), nos manteremos firmes, terminaremos a carreira (II Timóteo 4:7) e não nos desviaremos no percurso.

Em Marcos 16:1-6, Marta foi visitar o túmulo de Cristo para ungir o seu corpo. No caminho, não sabiam como a pedra seria removida. Muitas vezes, temos buscado a Deus apenas para remover as pedras do nosso caminho quando, na verdade, a nossa busca tem que ser chegar até Cristo. Elas também tinham o objetivo de chegar até Jesus e, quando chegaram ao túmulo, não só a pedra já estava removida como também um anjo as esperava para dizer que o mestre havia ressuscitado.

Quando nosso objetivo é Cristo, não apenas atingiremos o propósito como também teremos coisas maiores do que esperávamos (Jeremias 33:3). Sem atalhos, sem buscar a Deus como trampolim.


1 Comment so far
Leave a comment




Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: