Semeando Esperança


17/02/2011 – Por um Deus maior que nós
17/02/2011, 11:29 pm
Filed under: Semanal

Quando disse que no último texto que Deus deve ser maior que nossas igrejas, em essência, digo que temos que ter em mente que temos que buscar um Deus maior que nós mesmo. A igreja, segundo Cristo, não são os prédios erguidos – como vemos em Atos 7:48, citando Salomão: “Mas o Altíssimo não habita em templo feito por mãos de homens”. A casa de Deus é a congregação dos justos, o coração daqueles que tem fé e seguem a Cristo – vemos isto claramente quando Paulo diz em II Corintios 6:16: “Pois nós somos o santuário do Deus vivo, como Deus disse: Neles habitarei e entre eles andarei; eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.”

Qual tem sido o foco de nossas reuniões?
Temos pregado a Jesus e sua palavra, como Paulo nos diz em II Coríntios 4:5, ou estamos inserindo nossas próprias visões, opiniões e doutrinas como prioridade?
Temos usado os nossos púlpitos para exaltar a Deus ou temos usado este espaço para inflar egos e recomendarmos a nós mesmos, como dito em II Corintios 3:1?
Temos buscado o reino de Deus e a sua justiça (Mateus 6:33) ou estamos buscando expandir o nosso reino humano, com nossas riquezas e justiça falha?
Quem tem sido maior na nossa igreja – Deus com Seus planos, desejo e vontade ou nós mesmos, buscando bençãos, milagres e moldando a fé aos nossos propósitos?

Em Romanos 14:17 vemos que “o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo”. Nesta passagem, fica claro que ‘buscar o reino de Deus’ não é buscar a satisfação de nossas necessidades (comida, bebida). Na passagem de Mateus 6:25-33 está a resposta para as nossas necessidades. Em Efésios 5:17, Paulo nos alerta a “entender a vontade do Senhor” – para que Deus seja maior do que nós, temos que entender e fazer a vontade de Deus. De acordo com I Tessalonicenses 5:14-22, a vontade de Deus é:

– Corrigir os insubordinados
– Consolar os desanimados
– Amparar os fracos
– Ser paciente para com todos
– Segui sempre o bem
– Alegrar-se sempre
– Orar sem cessar
– Agradecer em tudo
– Não extinguir o Espírito
– Não desprezar as profecias
– Colocar tudo à prova e reter o que é bom
– Abster-se do mal

Se alguma de nossas atitudes, sejam pessoais ou nos cultos/reuniões vão contra algum destes pontos, estamos colocando nossos próprios interesses à frente dos interesses de Deus. Quando não corrigimos alguém por receio da pessoa sair da igreja ou desviar, quando com nossas palavras destruímos as pessoas, quando optamos por seguir o caminho mais fácil quando ele fere a fé, quando deixamos de orar e nos alegrar, quando somos ingratos – e isso ocorre com grande frequência – estamos fora da vontade de Deus. Existe um plano individual para cada um de nós, mas este plano está sujeito à esta lista, pois é nela que o plano está baseado.

Que possamos viver e fazer com que Deus seja maior que nossas vidas e nós mesmos. Assim como está escrito em Romanos 11:36: “Porque dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas”.

————-

Para um texto interessante sobre a postura da igreja (voltado aos evangélicos), recomendo o texto abaixo:
Voltados para a Deus ou contra a liturgia dos extravagantes – http://www.genizahvirtual.com/2011/02/voltados-para-deus-ou-contra-liturgia.html


1 Comment so far
Leave a comment

[…] o verdadeiro foco da igreja, bem como não distorcer a importância na relação entre nós e Deus (link) e entre as igrejas e Deus […]

Pingback by 14/09/2012 – Tradição, Renovo e Respeito « Semeando Esperança




Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: