Semeando Esperança


26/01/2011 – Por um Deus maior que as igrejas
26/01/2011, 10:41 pm
Filed under: Semanal

Esta semana, li uma notícia sobre uns pastores de uma igreja tradicional que foram envolvidos em um acidente de carro. Ficaram presos às ferragens e, sem ter como saírem, estavam sangrando em direção à morte. Assim como Paulo e Silas em Atos 16, eles começaram a cantar uma música, um hino da Harpa Cristã. E mesmo não tendo sido libertos como foram Paulo e Silas, eles morreram convictos do destino de suas vidas. (Links no final do texto)

Não conheci estes homens de Deus, mas talvez eles não fossem grandes exemplos de vida. Talvez tivessem frustrações e dúvidas, talvez tivessem se ferido e também causado ferimentos durante a sua vida e seu ministério. O importante é que na hora que foi necessário, eles agiram como um cristão deve agir. Adorando a Deus, dando testemunho e exemplo de que o Deus que nós seguimos é diferente de todos os outros.

Será que nós temos esta postura? Ou será que temos nos gabado de nossa liberdade de adorar e, quando em situações difíceis, ao invés de adorar a Deus estamos agindo como crianças com uma fé vã? Será que estamos entregando nossas vidas a Deus? Ou estamos tentando encaixar Deus em nossas necessidades humanas, no nosso cotidiano moldado ao nosso bel-prazer, para satisfazer a nossa vontade mesquinha? Será que estamos dando exemplo de que nosso Deus é verdadeiro? Ou estamos apenas trocando as vestes por outras tão religiosas quanto às anteriores, tão puras e limpas que não podemos nos aproximar dos que realmente precisam de Jesus?

Que fique claro que mesmo que em alguns dos textos eu fale sobre como a estrutura da igreja hoje é falha, em nenhum momento falo isso para dizer que esta ou aquela denominação não está correta. Em toda igreja, você vai encontrar cristãos de verdade e também meros frequentadores. Fui criado em igreja tradicional e vi muita coisa que me entristeceu. Frequentei igrejas renovadas e restauradas, mas nelas também vi coisas com as quais me frustrei. Nos meus 25 anos, tive muitas frustrações, mas posso afirmar sem pestanejar que com Jesus eu nunca me decepcionei.

Em um congresso há algum tempo, ouvi jovens discutindo qual igreja possuía mais liberdade, qual era mais extravagante, qual possuía mais unções. Da mesma forma que ouvia os mais velhos discutindo qual igreja tinha a doutrina mais correta, que era mais santificada e que tinha a maior manifestação de milagres. Se permanecermos com a mesma postura crítica, não adiantou nada sermos libertos do peso da religiosidade – acabamos refém de uma nova doutrina, a de ficar criticando o passado. A doutrina da anti-doutrina.

Reitero aqui que a fé em Deus é muito maior do que os projetos de nossas igrejas, que as nossas doutrinas e dogmas, que nossos ministérios, grupos de louvor, células, grupos de discipulado, congressos e passeatas. Deus é maior que as igrejas (Isaías 66:1-2) e suas denominações. Que esta realidade não se torne apenas clara no momento de nossas mortes. Que por intermédio de nossas vidas, faça-se evidente que o corpo de Cristo é apenas um, independente se você usa saia ou calça, se você tem cabelo comprido ou tingido, se você vai ao monte ou não. Não permita que nada limite o seu relacionamento com Deus, que nada limite a união que o Espírito derrama em nossos corações – nem mesmo as nossas igrejas.

Que Deus possa despertar em nossos corações o desejo de buscar um compromisso com Ele de tal modo que faça com que as nossas vidas se tornem insignificantes quando comparadas com a vontade dEle

——
Pastores envolvidos em acidente morrem cantando hinos – http://www.gospelprime.com.br/pastores-envolvidos-em-acidente-morrem-cantando-hinos-a-deus/

Mais perto quero estar (Hino 187)


1 Comment so far
Leave a comment

[…] Em diversas das reflexões que tenho enviado nos últimos anos, a diferença entre as denominações é um dos temas que são recorrentes. Mais do que a diferença, falei também sobre como temos que tomar cuidado para que estas diferenças não nos façam esquecer qual é o verdadeiro foco da igreja, bem como não distorcer a importância na relação entre nós e Deus (link) e entre as igrejas e Deus (link). […]

Pingback by 14/09/2012 – Tradição, Renovo e Respeito « Semeando Esperança




Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: