Semeando Esperança


05/10/2010 – A tristeza que edifica
05/10/2010, 11:49 pm
Filed under: Semanal

A tristeza que todo ser humano sente permeia uma série de processos pelos quais passamos na vida. Faz parte do processo de sermos formados como pessoas, construindo nossas personalidades e nosso caráter. Escrevi um pouco sobre esta relação natural que temos com a tristeza em outro texto – inclusive da tendência que temos de tentar fugir da tristeza ou escondê-la debaixo de um tapete de ressentimentos. Esta tristeza, trata-se da tristeza natural, a tristeza do mundo. Deve-se ter cuidado com este tipo, pois se não for bem dosada, pode trazer diversas feridas e traumas.

Há um conceito equivocado pregado em algumas igrejas que afirmam que o cristão deve estar sempre feliz e que não deve haver tristeza. A verdade é que a presença da tristeza na vida da pessoa em alguns casos é a forma de abertura de espaço para um trabalhar mais profundo de Deus. Como está escrito em Mateus 5:4, “bem aventurados os que choram, porque serão consolados”.

II Coríntios 7:10 diz que “a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação”. Diferente da tristeza do mundo, que no mesmo versículo diz que “opera a morte”. A tristeza que vem de Deus gera mudança sem dano. Paulo havia repreendido com muita força os irmãos de Corinto e eles ficaram muito entristecidos com as palavras dele. O contexto deste versículo dá-se após Paulo receber notícias de que mesmo havendo uma tristeza ao receber as palavras dele, logo tornou-se em entendimento e aprendizado. Aprendemos que a tristeza que vem de Deus nos edifica e nos transforma.

Em algumas ocasiões, nos entristecemos com alguma situação ou comportamento nosso porque o Espírito de Deus está agindo em nossos corações para gerar mudança e arrependimento. Não temos como nos arrepender sinceramente de algo sem que haja tristeza. Em outras ocasiões, nos entristecemos por situações em nossas vidas – a morte de uma pessoa próxima, uma oportunidade perdida, a incapacidade de realizar um sonho. A nossa impotência frente a certas situações pode gerar em nosso coração uma tristeza intensa, gerando frustração e descrença.

Em II Corintios 7:6, Paulo afirma que “o espírito de Deus consola os abatidos”. Se há em seu coração hoje uma tristeza, permita que o Espírito de Deus trabalhe em seu coração – seja para livrá-lo de ser consumido pela tristeza ou de prepará-lo para que a tristeza seja instrumento de uma mudança.


Leave a Comment so far
Leave a comment



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: