Semeando Esperança


12/03/2010 – Clama a Mim
12/03/2010, 8:05 pm
Filed under: Semanal

Em todo o mundo, nunca foi tão perceptível o ataque direto contra os jovens. A cada dia recebemos notícias de que alguns jovens saíram da igreja, se perderam na vida, vítimas dos vícios, das falsas amizades e da falta de fé. É fato que um dos grandes motivos para essa juventude “perdida” mesmo dentro da igreja é sim o ataque mais intenso do lado do inimigo. E poderíamos, como a maioria dos crentes faz, parar por aí, culpar tudo no diabo e seguir nessa luta com uma frente apenas – atacá-lo e/ou contra-atacá-lo.

Há sim uma batalha contra o Mal, mas muitas vezes esquecemos que ela já foi ganha por Cristo na cruz. Sun Tzu disse que para se derrotar um inimigo, o modo mais fácil é destruí-lo por dentro, criando separações dentro de suas próprias forças. Cristo disse que uma casa dividida não pode subsistir. E, receio informar, que o diabo tem usado essa estratégia na frente dos nossos olhos e não temos reagido.

Os jovens têm perecido a cada dia e tudo o que fazemos é culpar o diabo e nos lamentar. Caso seja esse o caso, temos que reclamar a vitória e a salvação deles em nome de Jesus e colocar em prática a vitória que já foi conquistada na cruz.

Mas também há um outro problema – e quando os jovens não recebem o alimento ou a instrução necessária quando estão dentro das igrejas e dos seus lares?
O que temos visto dentro de nossas igrejas são jovens que ouviram falar de Deus. Porém, não tiveram um “encontro” com Ele, não O conhecem de verdade. E essa é a base principal para uma geração doente – não conhecer a Deus.

Em Juízes 2:10 está escrito que após a morte de Josué, ergueu-se em Israel uma geração que fazia o que era mal aos olhos do Senhor. O motivo para isso, como explicado nos versículos seguints, foi que aquela geração não conhecia o Deus de seus pais e nunca ouviram falar de Seus feitos.
Em alguma situações, acabamos nos revoltando porque vemos a nação escolhida por Deus se entregando a outros deuses e cometendo pecados contra o Senhor – mas eles não tinham como saber, afinal, não conheciam a Deus, nunca ouviram dos Seus grandes feitos.

Em Salmos 145:4, temos que “uma geração louvará a Deus a outra geração” – o testemunho da geração anterior, quando ouvido pela geração atual traz o conhecimento da verdade e isso leva à fé. Romanos 10:17 nos diz que a fé vem pelo ouvir.

Posso te afirmar que se hoje creio em Deus do modo que creio, foi porque sempre ouvi minha mãe e meus avós me falando das grandes obras de Deus. não de quando Deus abriu o mar ou fez descer pão do céu. Mas quando eles foram em uma vigÌlia e viram paralÌticos andarem, cegos verem. Quando viram pessoas que eram viciadas abrir mão dos seus vícios e serem libertas. Quando me contavam de histórias de pessoas que andavam em amor e com um abraço, salvaram vidas. O testemunho deles, o louvor a Deus que Eles davam me fizeram acreditar em Deus. Isso levou a gerar fé, ainda que pequena e tímida. E isso me levou a querer conhecer a Deus.

Eu conheci a Deus porque um dia eu ouvi falar dEle. Porque nas igrejas, quando pequeno, ia na Escola Bíblica de Férias e aprendia com a tia. Porque nos retiros, tínhamos um renovo e um toque do Espírito de Deus. E, o principal, porque em casa minha família dizia e na igreja, eu ouvia os testemunhos dos mais velhos. Ouvir as palavras da boca de pregadores podem trazer aprendizado, mas ouvindo isso de quem está próximo, gera fé. E acredito que essa seja outra razão porque esta geração que perece.

Em Oséias 4:6, o profeta diz que “o povo de Deus perece porque falta conhecimento”. Nesse mesmo capítulo vemos a solução para isso – “conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor”. Apenas conhecer não basta, precisamos persistir no conhecimento.

Muitas vezes, os jovens estão a apenas um clamor de receber o toque de Deus. Jeremias 33:3 nos revela que se clamarmos, Ele responderá e anunciará coisas novas e grandes, que não conhecemos. Mas, como cita Paulo aos Romanos (Rm 10:13-15), como clamarão se não o conhecem? E como conhecerão se nunca ouviram falar dele?

Não temos visto mais “aquele povo barulhento”. Pessoas que testificam da grandeza de Deus no dia a dia. Acabamos nos lembrando de que Deus continua agindo quando recebemos a visita de algum missionário, quando ouvimos o testemunho de alguém que levou tiros e sobreviveu ou ainda quando alguém tem uma visão. Um Deus vivo e que opera não é mais parte da realidade das pessoas, nem mesmo daqueles que já acreditam.
Não conhecemos mais a Deus. Eu fui criado na igreja e só O conheci de verdade aos 15 anos – até então, Ele era apenas o Deus dos meu pais. Não ouço mais a igreja que se ergue como representante do Altíssimo na terra, uma igreja que realmente influencia a sociedade, que faz com que o Ancião de Dias seja conhecido pelo mundo não como um Deus fraco e do passado. Mas um Deus Eterno, Forte e que assim como fez ainda faz.

Porém, temos também visto o surgimento de uma geração, jovens como outros quaisquer, mas que se erguem como verdadeiros guerreiros, ostentando a bandeira de Jesus e do evangelho acima de tudo e todos, levando com ousadia a palavra e a verdade, louvando e adorando a Deus com liberdade. Uma geração que decidiu parar de esperar e, sim, tomar uma atitude e falar. Falar aos 4 ventos que nosso Deus vive! E ao falar, ela tem despertado no coração de tantos outros o desejo e a vontade de se reunir com Jesus. Uma geração que não fala do Deus como se fosse apenas de Abraão, Isaque, Jacó e dos seus pais. Uma geração que anuncia com orgulho que Ele é o MEU Deus. O MEU Senhor.

Uma geração que clama porque conhece. Uma geração que não se contenta em conhecer, mas prossegue em conhecê-Lo. A nossa geração.

Podemos ficar calados e esperando que Deus mande alguém de fora para que as águas do nosso tanque se agite. Ou podemos nos levantar e clamar a Deus que nos faça “agitadores de águas”. Hoje Deus te dá a opção de ser mais do que mais um “conhecedor”. Hoje Ele te dá a opção de agir como Jesus agiu – como um “redentor” no nome dEle.

Você já conheceu a Deus? Ou você ainda segue o Deus apenas dos seus pais?

O convite de Jesus hoje é para que você possa conhecê-Lo e reconhecê-Lo não apenas como seu salvador, mas como seu amigo e seu irmão . Um convite para que você O torne SEU.


1 Comment so far
Leave a comment

[…] nem reconhece a Deus, como visto em Juízes 2:10. Abordei um pouco esta questão na reflexão “Clama a Mim”. O segundo passo é reconhecer a diferença entre “conhecer o caminho e andar pelo caminho”, […]

Pingback by 18/08/2014 – Jacó e o Deus de seu pai | Semeando Esperança




Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: